top of page

O reajuste no valor da contribuição para o INSS com o novo salário mínimo de R$1.100,00

O aumento do salário mínimo de R$1.045,00 para R$1.100,00 reflete diretamente na contribuição previdenciária, aquele recolhimento feito pelo cidadão ao INSS.


Os novos valores de contribuição pagos pelos segurados individuais e facultativos passarão a valer a partir de fevereiro de 2021.




O contribuinte facultativo de baixa renda (código 1830), aquele que não exerce atividade remunerada, possui uma renda per capita familiar inferior a 2 salários mínimos e está inscrito no CadÚnico, fará o recolhimento no importe de R$55,00 ao mês, correspondente a 5% do salário mínimo.


O contribuinte facultativo (código 1473 ou 1406), aquele que não exerce atividade remunerada, mas mesmo assim deseja contribuir para futuramente fazer jus a algum benefício do INSS (estudantes, donas de casa e desempregados), pode recolher o percentual de 11% sobre o salário mínimo, o que a partir do mês que vem corresponderá a R$121,00. Essa alíquota o assegura para o recebimento de aposentadoria por idade, benefícios por incapacidade ou pensão por morte. O contribuinte também pode optar pela alíquota de 20% sobre o salário mínimo até o teto da previdência. Neste caso fará jus a aposentadoria por tempo de contribuição além dos benefícios acima descritos. O valor da contribuição deste segurado a partir do mês que vem poderá variar de R$220,00 a R$1.286,71.

.

O contribuinte individual (código 1163 ou 1120), aquele que exerce atividade remunerada e é segurado obrigatório do INSS, também pode recolher sobre o percentual de 11% sobre o salário mínimo, o que corresponderá a R$121,00, o que lhe dá o direito a apenas alguns benefícios, ou, pode recolher 20% sobre a sua remuneração sendo o mínimo no importe de R$220,00 e o máximo de R$1.286,71 a partir de fevereiro, fazendo jus a um leque maior de benefícios.


O MEI (DAS) também sofrerá reajuste em fevereiro. O valor da contribuição é de 5% do salário mínimo mais ICMS e ISS, podendo chegar até R$61,00 ao mês.


Lembrando que antes de começar a contribuir é extremamente importante verificar qual tipo de segurado você é, qual a alíquota e o código correto.

Comments


bottom of page